Como é viver e trabalhar na China?

G’day, fellow Brazilians!

*Este post só foi possível com a ajuda de um grande amigo, que gentilmente cedeu seu tempo para deixar aqui o relato pessoal dele em relação ao assunto. A pedido do entrevistado, estamos usando um pseudônimo por questão de privacidade

A ideia aqui é mostrar como pessoas diferentes possuem visões diferentes e reagem diferentemente aos desafios de se morar longe de casa. Muitas vezes, o que mostramos no Instagram e noutras redes sociais é a parte boa e tendemos a “deixar pra lá” os perrengues – grandes ou pequenos. Problemas com imigração, dias, semanas ou até meses de espera pelo visto. Choque de cultura com relação à limpeza de casa, comida, produtos nas prateleiras dos mercados. Entre muitas outras coisas.

Certo, mas como que o inglês entra nessa, teacher? Bem, sendo inglês a língua internacional dos business, tenho pra mim que seja indispensável saber, ao menos, se comunicar em inglês pra não passar dificuldades fora da nossa zona de conforto e de língua portuguesa! =)

Vou começar esse projeto novo no blog com o relato de Joca*, que teve uma experiência super interessante na China por quase um ano (em 2019), antes de regressar ao Brasil. Ele que atua como Engenheiro Eletrônico há 12 anos e que teve a oportunidade de se mudar do Brasil por um período curto mas, com certeza, mudou sua visão de mundo.

Deixo aqui, então, o relato na íntegra. Boa leitura!

Por que você escolheu a China? Qual cidade?

Escolhi a China pois eu vivia um relacionamento e minha ex-parceira havia conseguido um emprego na cidade de Qingdao (pronuncia-se “Tchin-dao”). Eu também tinha contatos profissionais por lá devido ao meu trabalho na área de engenharia eletrônica, este trabalho já havia me levado pra China duas vezes anteriormente, mas com passagens curtas. Então fiz um acordo com minha empresa em que eu trabalharia remotamente e atuaria no desenvolvimento de novos fornecedores de componentes e placas eletrônicas para venda no Brasil.

Quando se mudou? Quando retornou ao Brasil?

Me mudei no início de Março de 2019 e retornei em Novembro do mesmo ano.

Quais os maiores desafios na época?

Uma das minhas preocupações era receber salário em reais no banco aqui no Brasil e usar o dinheiro lá, onde tudo funciona pelo celular (o equivalente ao nosso Pix já funcionava em 99% dos lugares lá, com operações bem mais avançadas e já em 2019 praticamente ninguém andava com carteira, dinheiro ou cartão de crédito). Eu cheguei lá com visto de turista, onde eu era obrigado a sair do país e entrar novamente em no máximo 90 dias, fiz isso uma vez com uma viagem a Hong Kong e não pude de deixar de sentir um frio na barriga na volta, com medo de ser barrado por qualquer motivo. Esse tipo de visto não me permitia abrir conta em banco, então usar o pagamento eletrônico não seria possível e a única saída era sacar direto em caixas eletrônicos e usar dinheiro vivo mesmo. Felizmente o custo de vida lá era parecido com a região em que eu morava, portanto não sofri um grande impacto neste sentido, mas esbanjar não era uma opção.
Estar longe da família era inconveniente e às vezes o peso batia, mas eu estava com planos muito firmes e não deixei que a distância me abalasse muito. Conhecer pessoas, principalmente pessoas de outros países com histórias de vida muito diferentes (às vezes nem tanto) me distraíam o suficiente para curtir o momento e andar com estrangeiros foi particularmente importante e interessante pra mim. Eu também não costumava andar sozinho demais, meu relacionamento terminou lá logo no segundo mês mas isso não me impediu de estar sempre em contato com os amigos de lá.
Sobre o visto, o plano inicialmente era oficializar um escritório da empresa por lá e então ser aceito com visto de moradia, porém nos primeiros 2 meses passei a enxergar que não daria certo o plano inicial e decidi sair da empresa. Antes de deixar a empresa consegui um emprego como professor em uma escola STEM (Science, Technology, Engineering and Mathematics) para crianças na faixa de 6 a 12 anos na cidade de Shanghai, assim eu estava pronto pra sair da empresa e tentar a vida por lá.

A língua era um problema? Como você achava que seu nível de inglês estava?

Na China a língua é um problema enorme, pois mesmo nas maiores cidades é muito difícil encontrar pessoas na rua (restaurantes, bares, lojas, etc.) que falem inglês. Então a mímica, palavras soltas ou mesmo tradutores no celular são altamente recomendáveis. O inglês foi indispensável para as questões principais, como trabalho e pra fazer amigos, sem falar inglês acho que teria sido inviável.
Considero que meu nível de inglês era avançado, mas um pouco enferrujado na conversação. Estar lá me forçou a melhorar rapidamente, não foi necessário fazer aulas, mas a princípio senti um pouco de dificuldade em entender principalmente os sotaques muito diferentes do sotaque americano.

A trajetória até conseguir o emprego atual, na sua área (de escolha), foi cheia de altos e baixos? Poderia dar alguns exemplos? Ou o que te levou a escolher essa área de atuação?

Conseguir emprego na minha área seria lento e trabalhoso, pois eu não havia me preparado para fazer o reconhecimento de classe como engenheiro, que na maioria dos países exige muitas documentações e até testes. Tempo era algo que eu sentia que não tinha, pois estava decidido a deixar a empresa e não queria esperar demais. Felizmente encontrei o emprego de professor na primeira tentativa. A China emprega professores estrangeiros com muita rapidez, por isso a busca por esta área foi meio óbvia, apesar da minha falta de experiência. Em geral eles buscam pessoas nascidas em países de língua inglesa, mas a escola que trabalhei tinha preferência por pessoas de países variados. Eu era o único brasileiro, mas havia americano, espanhol, inglês, russo, ucraniano, sul-africano, sueco… e vários chineses!

Como foi a primeira semana ou primeiro mês trabalhando na China? Trabalhou muito tempo fora da sua área?

Trabalhei em torno de 6 meses como professor, foi uma experiência incrível e aterrorizante ao mesmo tempo, na primeira semana eu ia praticamente anestesiado com a incerteza do que enfrentaria. Me marcou para a vida toda e apesar do aperto inicial só mantenho boas lembranças.

E como foi quando começou a atuar na área? Quais foram os desafios encontrados?

A principal dificuldade foi atuar como professor de crianças sem nenhuma experiência prévia. Recebi alguns vagos treinamentos, mas em geral a realidade era encarar e sair fazendo. Lidar com os pais das crianças após as aulas também foi um tanto quanto desafiador, visto que temos diferenças culturais muito grandes e alguns deles sempre traziam a expectativa de muita ordem e disciplina, sem contar que a maioria nem inglês não falava.

Há quanto tempo atua na área em que está? Ou Há quanto tempo atuava no Brasil antes de se mudar para a China?

Atuo na área de engenharia eletrônica há aproximadamente 12 anos, estava há 9 nesta área antes de me mudar.

O que mudou do início até o momento de voltar ao Brasil?

Pessoalmente digo que virei outra pessoa no sentido de visão de mundo. Enxergo com mais clareza o que o Brasil tem de bom e de ruim.

Quais outras impressões que esse processo deixou em você e que você acha relevante pra compartilhar com outras pessoas?

Fiz bons amigos por lá que mantenho contato até hoje e espero revê-los novamente algum dia.
Conheci pessoas que parecem não dar muito valor a amizades quando estão fora ou dão preferência por amizades com pessoas do seu próprio país. Não concordo com esta atitude, pois acho que andar com estrangeiros é uma ótima experiência, claro que é preciso avaliar se são pessoas confiáveis antes.
Na minha opinião, estar em outro país é o tipo de experiência que precisa levar a pessoa a realmente mudar de vida, sem se apegar demais ao que está longe, seja família, rotina, comida, etc. gosto da ideia de realmente viver o novo ambiente com tudo que ele tem a oferecer.
Voltei ao Brasil consciente do que estava fazendo, gostei e viveria fora, mas estar aqui é mais importante pra mim, então acho que o essencial a qualquer um (seja ir ou voltar) é decidir e dormir tranquilo com a decisão tomada.

WOW! Foram alguns meses de muita coisa, não? Ressaltei alguns comentários que achei relevante, mas fiquem à vontade pra ressaltar o que mais chamou a atenção de vocês. Antes de sair do Brasil a gente às vezes acha que não vai sentir falta da comida, dos amigos ou da família. Aí acontece alguma coisa e temos que estar preparados e sermos fortes pra aguentar a tempestade.

Quando a gente mora fora, sempre vem à tona o assunto “visto”. Estar preparado e ter planejamento para as possíveis mudanças nas leis de imigração do país que você gostaria de tentar a vida é super recomendável e existem profissionais registrados para esse tipo de serviço.
Aqui na Nova Zelândia são chamados immigration advisors ou immigration lawyers.

Se quiserem mais detalhes sobre o processo de sair do Brasil e vir para a Nova Zelândia, por exemplo, preencha o formulário abaixo.

Espero que tenha gostado da leitura de hoje e não se esqueçam de se inscreverem no blog para não perder os próximos posts. Deixe seu comentário e compartilhe com os amigos nosso conteúdo. É de graça! =)

See you next time
Cheers!
Teacher Rod

2 Comments on “Como é viver e trabalhar na China?”

  1. É muito interessante o quanto a disposição a se expor, ter um “mindset” de aprendizado e entender outras ideias são benéficos para todo mundo. No mais, a situação de trabalhar com visto de turista sem a certeza de “re-entry” realmente contribuiria em muito às minhas doses diárias de ansiedade 😂

    Liked by 1 person

    • E como a gente fica ansioso! Agora, imagine estar “preso” em um país, seu visto está para expirar e a imigração não diz nada sobre quais são os planos deles pra essa galera? Muitos de meus ex-alunos sofreram MUITO, mas espero que eles estejam bem agora! =)

      Like

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: